Como manter os líderes (e convidados) voltando ao Alpha

Como manter os líderes (e convidados) voltando ao Alpha

Adrian+.jpg

Sabemos que incentivar os convidados a voltar ao Alpha semana após semana pode ser um desafio. Sabemos também que manter uma equipe motivada pode ser difícil. Adrian, que dirige o Alpha em Kuala Lumpur, fala sobre como ele limitou a queda e lutou contra o desgaste do Alpha.

 A igreja do HTBB em Kuala Lumpur administra o Alpha há onze edições consecutivas desde que começaram, em 2015. Adrian supervisionou o programa desde o quarto curso e pedimos a ele que compartilhasse algumas de suas dicas para criar dinâmicas de grupo que ajudem a manter os convidados voltando toda semana…

 

Prepare a equipe

Treinar toda a equipe que executará as sessões toda semana é essencial para o sucesso de qualquer Alpha. Não é diferente no HTBB. “Primeiro, começamos com uma base muito boa de treinamento - garantimos que todos os nossos líderes participem do treinamento na semana anterior ao início do Alpha,” explica Adrian. Além de preparar a equipe, o treinamento é um bom momento para garantir que todos estejam motivados e se sintam úteis. “É importante que saibamos o quanto eles são valorizados e apreciados e como eles são essenciais para o pequeno grupo.”

 

Crie um sistema de suporte

No HTBB, cerca de 80% dos envolvidos na execução do Alpha o fazem após suas jornadas diárias de trabalho na cidade. Adrian admite que pode ser um desafio garantir que a equipe seja capaz de lidar com as demandas de um dia cheio de trabalho seguido por Alpha, à noite.


A solução? Eles criaram grupos no WhatsApp que servem como uma unidade de suporte para líderes, onde possam enviar qualquer informação e encorajamento nos dias anteriores ao Alpha. Os grupos do WhatsApp ajudam os líderes a se apoiarem, já que todos podem se conectar e se comunicar diretamente na plataforma. “O que encontramos,” diz Adrian, “é que quando um líder sente que é bem apoiado, isso melhora sua confiança para liderar também um pequeno grupo.”

 

Mantenha todos no circuito

Além de usar um grupo do WhatsApp para líderes, no dia de cada sessão, a HTBB também envia um e-mail para a equipe, onde está descrito o tópico da sessão, e que destaca os temas e tópicos de discussão da semana. “Dessa forma, mesmo que eles estejam atrasados para uma sessão, eles ainda saberão qual é o assunto e terão algo a contribuir para a discussão em grupo!”

 

Manter relacionamentos

Quando você executa Alpha com a mesma frequência que eles fazem na HTBB, um desafio comum é encontrar líderes sentindo a fadiga de dedicar consistentemente seu tempo e energia ao curso. A maneira de lidar com esse desafio é relacional, diz Adrian, “é importante sentar-se cara a cara e ter certeza de que eles se sintam valorizados e que saibam o quanto sua contribuição é importante.” Também é importante ouvir cada anfitrião e ajudante e entender o estágio em que eles estão em suas próprias vidas para poder oferecer o suporte de que precisam.

 

Pares de líderes propositais

As relações entre os pequenos grupos Alpha podem ter um impacto enorme na dinâmica do próprio grupo - quando a equipe esfria, isso se traduz no grupo.”

 

Adrian enfatiza a importância de ter líderes e ajudantes que se complementem, “se o par está correto, você tem uma boa dinâmica de grupo,” diz ele. ‘Não apenas combine por obrigação - pense em como as personalidades deles combinam, pois isso afetará todo o grupo.’ Um relacionamento pré-existente entre líderes e ajudantes pode ajudar o grupo a ter um bom começo. Para encontrar os líderes Alpha, Adrian aborda os líderes de seus grupos de conexão da igreja e, em seguida, pergunta se eles podem pensar em alguém em seu grupo para se juntar a eles no Alpha.

Não apenas combine por obrigação - pense em como as personalidades deles combinam, pois isso afetará todo o grupo.

Até mesmo o horário de trabalho dos líderes é considerado ao escolher quem hospeda os grupos na HTBB. “O Alpha funciona nos meses de trabalho mais agitados,” explica Adrian, “por isso é importante combinar líderes que não trabalham em um local ou tipo de indústria semelhante - assim, se um líder inesperadamente não conseguir chegar, devido ao trânsito ou trabalho, é provável que o outro esteja presente.”

 

Conheça seus convidados

Assim como como uma boa relação entre líderes, pode ser útil considerar as personalidades e preferências de seus convidados ao escolher um grupo para alocá-los. “Tente conversar com seus convidados antes de selecionar o grupo,” sugere Adrian. “Se um convidado apenas diz uma ou duas palavras, você sabe que estes têm perfis mais introvertidos - mas, se forem muito falantes, talvez sejam mais extrovertidos e fiquem melhor em um grupo mais enérgico e extrovertido.”

 

O mais importante é que os convidados do Alpha se sintam confortáveis e confiantes para contribuir com a discussão em grupo sempre que quiserem. Considerar a dinâmica da personalidade ao configurar seus grupos pequenos pode fazer uma grande diferença na experiência dos convidados no Alpha.

 

Crie a atmosfera certa

“Uma coisa que notamos é que, se definirmos a vibração certa no salão - e ao redor do prédio - as pessoas virão,” ele observa. A equipe também percebeu que, após se dividirem em doze pequenos grupos após a palestra, era útil se dispersarem em locais menores e mais privados - “assim todos podem se ouvir e criar um ambiente em que todos se sintam á vontade e confortáveis para falar.”

À medida que a HTBB entra em seu décimo segundo curso consecutivo, ele continua a aprender o que funciona melhor e a ajustar suas táticas para construir excelentes equipes Alpha. Esperamos que as dicas de Adrian lhe deem algumas novas ideias para a execução do seu próximo Alpha!

 

Você já leu sobre a experiência de Adrian em Kuala Lumpur, agora descubra como Jon no Reino Unido foi criativo com a Alpha e envolveu toda a sua igreja no processo!

 

Find an Alpha near you

Try Alpha

Find out more about Alpha

Learn more